Ciência e Tecnologia ·

Carta aberta de João Franco com sugestão de ferramentas digitais

Estimados colegas do AEJM, 
partilho convosco alguma da minha experiência no uso pedagógico em sala de aula de ferramentas informáticas.

Nesse sentido, para as aulas colaborativas, faço uso do google drive na partilha dos documentos, do padlet (nas aulas de economia,  construindo um diagrama de Gantt para os alunos irem registando as tarefas realizadas).

Na aula de marketing, recorro ao wordle (nuvem de ideias/palavras-sessões de brainstorming), ao canva (elaboração de cartaz e desdobráveis publicitários/templates ).

Em estudos de mercado (é um módulo de marketing nos cursos profissionais da área de comércio), uso o google forms (criação de questionários, análise e interpretação dos resultados obtidos). Para OGE (organização e gestão de empresas), faço uso da plataforma Genially, permitindo a criação de recursos expositivos dinâmicos.

Nas aulas de projeto, uso a plataforma online Dreamshaper, proporcionando uma aprendizagem baseada em projeto. Nos cursos profissionais, esta ferramenta oferece dinâmicas pré-construídas de formação em contexto de trabalho, auxiliando o professor a garantir a qualidade da experiência aos alunos. É um bom substituto, em tempos de confinamento, do estágio presencial. Nesse sentido, em alternativa às empresas de estágio, os alunos podem efetuar a fct (formação em contexto de trabalho), elaborando um projeto nesta plataforma didática. 

Na apresentação de trabalhos em formato vídeo, uso a ferramenta de criação e edição de vídeo bastante intuitiva "Powtoon". Para utilizadores mais ambiciosos, recomendo a "RenderForest" e a "Moovly". Para quem tem conta microsoft, acede ao Office 365 e poderá guardar os seus dados no Onedrive, que é uma cloud com boa capacidade. Quem tem necessidade de trabalhar online com uma mesa digitalizadora, pode fazer uso da ferramenta onenote, ideal para matemática, gráficos,....

A app mentimeter é boa para fins estatísticos. Na elaboração de testes online, faço uso das plataformas moodle, Sakai e Examen.net.  Na criação de aulas digitais, faço uso das plataformas educativas Google Classrom, Teams, Google Meet, e Grupo Editorial Leya - Aulas virtuais (gratuitas para as escolas neste contexto de pandemia- é de aproveitar, bem como outros recursos didáticos gratuitos e muito úteis, como a ficha de registo de aulas síncronas e assíncronas).

Espero que esta partilha possa ser de utilidade para todos os colegas. Façam pois bom uso destas ferramentas digitais que facilitam as atividades educativas à distância. Em tempos de confinamento, são sem dúvida um ótimo aliado. 


Thanks for reading, if you liked this article please share it on Twitter .

Author

Picture of João Franco

João Franco

Diretor do Curso de Contabilidade